O que é Monografia

O que é Monografia

É uma dissertação resultante de um estudo minucioso de pesquisa sobre um tema único e bem delimitado. Costuma ser o trabalho final dos cursos de graduação, elaborado depois de cursados os respectivos créditos e feita a pesquisa correspondente. É desenvolvida, na maioria dos casos, sob assistência de um orientador acadêmico. É essencial fundamentar o assunto de modo a obter uma coerência e relevância científica ou filosófica. Para tanto, a monografia deve ser elaborada a partir do embasamento existente em bibliografias.

É uma dissertação resultante de um estudo minucioso de pesquisa sobre um tema único e bem delimitado. Costuma ser o trabalho final dos cursos de graduação, elaborado depois de cursados os respectivos créditos e feita a pesquisa correspondente.

É desenvolvida, na maioria dos casos, sob assistência de um orientador acadêmico. Muitas vezes, no começo do processo, muitos alunos não se acreditam capazes de realizar uma monografia, devido À linguagem acadêmica usada pela Instituição. Porém, após ter o esclarecimento adequado, ele percebe que não se trata de nenhuma tarefa irrealizável.

Depois do processo concluído, o aluno tem uma sensação de vitória, advinda da sensação de dever cumprido e de superação do desafio.

“Alguns estudos têm contribuído para a compreensão e valorização do TCC. A maioria aborda questões relativas à importância da iniciação científica precoce para aguçamento da visão crítica, treinamento de metodologias, refinamento da capacidade de trabalhar com orientação e em grupo e enfrentamento menos doloroso da obrigatoriedade de produzir uma monografia. Mais recentemente, pesquisadores investigaram como os alunos vivenciam o processo de elaboração de suas monografias.

A maioria dos sujeitos (71,9%) relatou que, ao iniciar o curso de graduação em enfermagem, não acreditava em sua capacidade de desenvolver uma monografia e sequer conhecia o sentido dessa palavra.

As principais dificuldades enfrentadas no processo foram relativas às referências bibliográficas, assistência do orientador, falta de treino em leitura, prevalecendo aquelas dificuldades relacionadas à redação. Todavia, a maioria dos sujeitos mencionou sentimentos e/ou emoções positivas ao ver sua monografia concluída.”(Saupe,2004)

É essencial fundamentar o assunto de modo a obter uma coerência e relevância científica ou filosófica.

”O texto é um sistema constituído por um conjunto de elementos inter-relacionados. Tais elementos mostram as opções realizadas por um usuário a partir da virtualidade do sistema linguístico. Sendo assim, o texto é um sistema real constituído por procedimentos específicos de manipulação de um sistema virtual.

A análise da coerência, dentro de uma visão global da interação comunicativa, passa a envolver, necessariamente, desde as virtualidades do código até os efeitos de sentido obtidos pelas atualizações discursivas, considerando-se os aspectos cognitivos e o uso predominantemente argumentativo da linguagem.” (Beaugrande 1996)

“A coesão está relacionada à estrutura superficial do texto e à sua organização linear sob o aspecto estritamente lingüístico. Ao passo que a coerência é o produto de uma conexão conceitual-cognitiva e estruturação do sentido, a qual, em geral, manifesta-se macrotextualmente estando relacionado à potencialidade de transmissão de conhecimentos ou conteúdos de modo a viabilizar a existência de sentido.

Há textos que não têm coesão, porém a textualidade ocorre no nível da coerência. O texto pode apresentar nuances acerca do sentido: indeterminado ou pouco claro; ambíguo, dando margem a várias possibilidades de sentido; e polivalente que é a situação em que o narrador produz intencionalmente vários sentidos possíveis. Diante desta perspectiva, a coerência é um processo global responsável pela formação do sentido que garante a compreensibilidade de um texto, não havendo uma continuidade de sentido, o texto torna-se incoerente.” (Marcuschi 1983)

ELEMENTOS TEXTUAIS

Elementos textuais são elementos do trabalho científico propriamente dito e são: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão.

A Introdução (ou a apresentação e preparação para o estudo) é a indicação dos objetivos ou problema hipótese delimitação ou contextualização da área de estudo), a identificação das disciplinas científicas afins ou os sistemas teóricos no qual se enquadram os objetivos problema da monografia.

A justificativa especialmente aspectos éticos e relevância do tema pesquisado devem ser mencionados.

O Desenvolvimento, parte mais relevante do estudo, deve ser dividido em tópicos, e geralmente consiste numa revisão de literatura. Pode aproximar-se de uma meta-análise ou revisão sistemática de literatura caso explicite critérios para localização e seleção dos estudos relevantes, as bases de dados eletrônicas (tipo Medline, Embase, Lilacs, Cochrane Controlled Trials Database, SciSearch) sem necessariamente realizar uma avaliação crítica dos estudos os critérios de validade ou o porquê de sua exclusão.

Quando a revisão de literatura não se detém no tratamento estatístico do material a ser trabalhado denomina-se revisão narrativa.

Os critérios de uma revisão sistemática podem ser considerados aspectos metodológicos, ou seja integrante regras de análise lógica que a monografia adotou para chegar a uma conclusão.

A Conclusão, as considerações finais, a conclusão da análise, descrição, avaliação (a depender do tipo de estudo e pergunta) deve necessariamente remeter-se a ideia principal, recapitulando os diversos tópicos do desenvolvimento. Pode incluir recomendações quanto a lida com o objeto de estudo e sugerir novos estudos.

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Beaugrande, R. de. (1996). New foundations for a science of text and discourse: Cognition, communication, and the freedom of access to knowledge and society. New Jersey: Norwood.

Marcuschi, L. A. (1983). Lingüística de texto: Como é e como se faz. Série Debates 1. Recife: Universidade Federal de Pernambuco. curso. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Fev 2004, vol.12, no.1, p.109-114. ISSN 0104-1169 Saupe, Rosita, Wendhausen, Águeda Lenita Pereira and Machado, Heloisa Beatriz Modelo para implantação ou revitalização de trabalhos de conclusão.

Ainda não temos Comentários ! Que tal enviar o seu agora ?

DEIXE UMA COMENTÁRIO, DICAS, SUGESTÕES OU DÚVIDAS !! – TEMOS O PRAZER EM AJUDAR !